Tecnologia do Blogger.

Nosso Twitter!

Comentários Recentes

Parceiros


Seguidores

Total de visualizações

quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Revisando! - Verbos Dicendi #1.0

Olá, pessoal, como vocês estão? Dessa vez quem está trazendo mais um Revisando! sou eu, Joaquim, o revisor em treinamento que se afundou em gachas e café mais do que deveria.

O assunto da vez é algo um tanto esquecido por vocês, feronas, falaremos dos nem tão famosos assim, mas muito importantes, verbos dicendi. Como a quantidade de erros relacionados está cada vez maior e a última postagem sobre eles já tem uns bons anos, nada melhor do que uma revisão pra refrescar a memória, portanto pegue seu caderno de anotações, o lápis ou a caneta, e vamos começar!

Caso queira conferir nosso último Revisando! sobre vírgulas, clique aqui.



O que raios é um verbo dicendi?

Originários do latim, tendo o significado de “dizer”, são verbos de elocução, que utilizamos no discurso direto ou indireto, para nos referirmos como e quem está se expressando em fala ou em pensamento. Grosso modo, são palavras que expressam atos orais, como dizer, falar, retrucar, acrescentar, responder, concordar, exclamar, perguntar, contestar, pedir, ordenar, finalizar, entre vários outros.

Como já dito anteriormente pelo nosso caro Vong, no “caçadores de reprovações #5.2”, eles apresentam três funções principais:

1. Estruturar;

2. Expressar;

3. Caracterizar.

Ou seja, eles auxiliam na estruturação do texto para que haja um bom fluxo de leitura e a coesão se mantenha; ajudam na expressão de ideias por meios não somente falados e, por fim, fazem o papel de reforçar o grupo no qual aquele personagem está inserido.

Tendo isso em mente, percebemos que os dicendi são um órgão importante de bons diálogos.


Mas como e quando devo usar um dicendi?

Usados diretamente na construção dos seus diálogos, os dicendi não devem sofrer de faltas, muito menos de exageros. 


No exemplo acima, tirado de um capítulo de “Estrela Morta”, podemos entender como os dicendi devem funcionar.

Nessa sequência de diálogos, os dicendi ajudam não somente a diferenciar quem está falando o quê, também servem para dar particularidade aos personagens, mostrar ao leitor o modo como se mexem, como falam e como se comportam diante de uma situação, assim eles passam a ser personagens mais complexos, com mais camadas de profundidade, e mais interessantes de serem lidos.



Acima temos o mesmo trecho, porém sem dicendi algum. Perceba a diferença quando você lê as duas versões e as compara. Agora imagine a segunda versão do diálogo por quase ou até mais de 20 páginas... pois é, esquecer totalmente dos dicendi torna seus diálogos vazios e cansativos, e os personagens ficam sem voz própria, já que uma das funções desses verbos é ligar uma ideia a outra e manter a harmonia de todo o conjunto.


Então usá-los toda hora é algo bom?

Nada na vida é bom em exageros, com verbos dicendi também não é diferente. Dosar os diálogos de uma novel é algo essencial para manter um bom fluxo narrativo, e encher o capítulo de diálogos usando os dicendi como uma muleta para eles, mais afetará negativamente a leitura do que terá algum retorno positivo.


Esse pequeno exemplo que a Tany usou em “Diálogos: o que dizer, como dizer e a necessidade de dizer”, mostra bem o que exageros fazem. Concordam que quase todos os dicendis aqui podem ser retirados? Quando você fica dependente demais dos verbos de elocução, e passa a repetir “disse fulano”, “disse sicrano”, “respondeu beltrano”, todo o propósito de aprofundar os diálogos é perdido e eles ficam muito rasos e “sem vida”.

Se é possível identificar quem disse o quê, não precisa indicar novamente, já que o diálogo estará “falando sozinho”. Escolha sempre o momento mais oportuno para fazer isso, dessa forma garantirá sempre um ritmo agradável de leitura, com diálogos bem construídos.

Bom, pessoal, ficamos por aqui hoje, espero que essa postagem tenha sido bem útil pra vocês, e que os ajudem a criar excelentes diálogos dignos de uma aprovação no MLN. Se cuidem, usem máscara, álcool em gel, e não esqueçam de conferir o blog caso tenham alguma dúvida, até o próximo Revisando!

2 comentários:

  1. Excelente postagem! Estou doido para usar o que aprendi na prática.

    ResponderExcluir
  2. Adorei ver isso de forma bem explicada. Realmente faz toda a diferença ao escrever.

    ResponderExcluir

Nosso Facebook!

Postagens Populares