Tecnologia do Blogger.

Receba nossas novels por e-mail!

Nosso Twitter!

Comentários Recentes

Parceiros



Seguidores

Total de visualizações

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Transições: Guerra, Ovos e Bacon


"Ao acordar, deparou-se com sua clássica refeição: ovos e bacon. Sua nacionalidade, dessa forma, ficava estampada na sua mesa de jantar. Não sendo necessárias mais apresentações, ele apenas comeu. A Primeira Grande Guerra, que perpetuou-se por décadas, sem qualquer trégua ou esperança de final."

Espera, como assim? O que um café da manhã estadunidense tem a ver com a Primeira Guerra Mundial? Essa frase realmente tem nexo? Seria o prelúdio de um novo conflito planetário?

Calma, calma, calma. Respire fundo e deixe eu te mostrar como essa construção pode fazer todo o sentido -  caso você saiba usar a Língua Portuguesa ao seu favor.


Um mundo de informações está a um clique de distância.
Tãdãdãtã...

Qual o papel?


No cinema, as transições são artifícios visuais utilizados para passar de uma cena para outra. Contudo, na escrita, não temos a possibilidade de usar imagens. Dessa maneira, o único jeito levar o leitor a transitar entre suas frases e parágrafos é através do uso de algumas palavras.

Antes de darmos uma olhada nelas, precisamos entender o que aconteceria caso não houvessem transições para conectar suas orações e/ou parágrafos. Vamos pensar nisso de um jeito mais fácil. Talvez mais... geográfico.

Se percebermos bem, as estações do ano podem ser dividas em dois grupos: Absolutas e De Transição. No Verão, por exemplo, é bastante quente. No Inverno, bastante frio - essas seriam as Absolutas. Já no Outono e Primavera, o clima é transitório, ou seja, não é tão quente nem tão frio

É por isso que temos essa sequência intercalada (Verão, Outono, Inverno, Primavera, Verão...), com uma estação de Transição no meio de duas Absolutas. 

Caso não houvesse Outono ou Primavera, passaríamos bruscamente de 40ºC para 20ºC, o que poderia causar enormes transtornos para a humanidade. Por isso as transições são tão importantes: elas fazem com que o leitor passe de uma cena para outra com facilidade, sem causar danos ao entendimento da história, evitando mal-entendidos e possíveis erros de interpretação - como um café da manhã causar a Terceira Guerra Mundial. Mas é melhor a gente mudar de assunto.

No cinema, esse "escurecer de tela" é um tipo de transição!

Coesão & Coerência


Provavelmente vossa pessoa já ouviu falar disso nas aulas de redação do colégio - e também ficou boiando com o tamanho da explicação. 

"Oh, Vong, por que raios eu tenho que saber isso pra saber fazer transições? Não é só meter uns conectivos e tals?" 
Se eu coloquei um tópico só pra isso, é porque não é, criatura.

Veja só, é muito importante entender a função das suas transições dentro da narrativa. Além de seu papel transitório, elas ajudam muito a manter a coesão e coerência. E para que você não fique boiando, olha essa metáfora:

A Coesão são as peças do quebra-cabeça, enquanto a Coerência é a imagem formada.

Agora, vamos entender melhor. Tudo o que está relacionado com a coesão diz respeito a estrutura do seu texto e sua sequência lógica. Quando você retoma uma característica ou ação do seu personagem, substitui o nome dele por um adjetivo, usa os verbos para dar ideia de sequência e utiliza conectores - conjunções, preposições e advérbios -, estará dando um LEVEL UP na sua Coesão.

Já quando diz que seu personagem é ruivo e continua a dizer isso até o fim, não repete ideias com palavras diferentes e diz o que é realmente importante, estará fazendo um UPGRADE na Coerência.

"Ah, então, os conectores ajudam a manter meu texto daorinha?"
Isso aí.

"E se minha novel estiver sem coesão e/ou coerência, eu não serei publicado?"
Você está começando a me dar orgulho.

Não vai se achando, não, ferona.

Juntando as Conjunções e Preparando as Preposições


Agora que já entendemos o papel das transições, o que elas podem ser e como se relacionam com o texto, vamos dar uma olhada nelas. Como diria o nosso amigo Jack, let's go por partes.

Conjunções: são mais comuns relacionando orações. Elas tornam sua narrativa mais direta e, caso empregue a conjunção errada, poderá comprometer todo o significado do texto.

Para não comprometer ainda mais o tamanho do post, separei algumas imagens ilustrativas sobre o assunto. É só clicar para ser redirecionado.

Conjunções Coordenativas: Ocorre em orações independentes entre si. São elas: Aditivas, Adversativas, Alternativas, Conclusivas, Explicativas.

Conjunções Subordinativas: Acontece em orações dependentes entre si, ou seja, subordinadas. São elas: Causais, Consecutivas, Comparativas, Conformativas, Concessivas, Condicionais, Proporcionais, Finais e Temporais. (Caramba, quanta coisa)

Preposições: são mais comuns no interior das orações. Algumas preposições são polissêmicas, ou seja, elas podem ter mais de um significado. Então, toma atento, fi da moléstia.

Mesmo esquema.

Preposições Essenciais:  São aquelas palavras que somente atuam como preposições.

Preposições Acidentais: São aquelas palavras que tem um marido com dois ou mais empregos.


ÚLTIMAS DICAS

Em uma transição, o mais importante é criar a ideia de sequência. Se um personagem está na Rússia e você quer falar sobre seu passado, isso significa que terá de utilizar alguma coisa para introduzir esse pensamento/informação. 
Porém, dentro da própria estrutura da descrição você pode fazer isso: olhar para uma fotografia que guarda consigo, observar ações que tenham relação com seu passado, utilizar uma magia ensinada pela mãe e por aí vai. O ato dele pegar a fotografia, por exemplo, pode ser considerada uma transição.

A dica maior para quando quiser utilizar transições é procurar relações de semelhança. O que a Rússia pode ter a ver com o passado do seu personagem? O que um livro pode ter a ver com seu porquinho voador? Quando você consegue identificar a semelhança, é só encontrar uma maneira de colocar na narrativa - de forma interessante! - e continuar a descrever.

Falar sobre transições é algo um pouco complicado, pois há muitas formas de fazê-lo. Então, se sobrou alguma dúvida, peço para que comente; estaremos sempre de olho em suas dúvidas.

Longos dias e belas noites - nos vemos em breve!

Que tal curtir nossa página e dar um follow na gente?

Um comentário:

  1. Muito util a diferenciacão de coesão e coerencia. obrigado.

    ResponderExcluir

Nosso Facebook!

Postagens Populares