Tecnologia do Blogger.

Receba nossas novels por e-mail!

Nosso Twitter!

Comentários Recentes

Parceiros



Seguidores

Total de visualizações

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Descrições: Muitas palavras para pouco leitor


Eu aprendi isso na marra — e até hoje ainda derrapo.

Este não é um post sobre como você deve fazer uma descrição, ensinando passos de criação, escrita, diagramação... Até porque isso não existe. Neste artigo, irei destacar alguns pontos importantes na hora da criação de uma descrição compreensível.




O que pode ser evitado?

Primeiro, esqueça a ideia do minimalismo nos detalhes. Você não necessita descrever o fio de cabelo do Sagami, ou a cor da roupa da Yumi. Detalhes vagos que não acrescentarão nada a sua trama não precisam ser descritos, pois eles serão uma consequência de outros detalhes maiores. Pera aí, como assim? Vejamos um exemplo de descrição situacional exagerada.

“O sol da manhã brilhava no céu e refletia seus raios de luz na janela do fulaninho, fazendo com que o rosto do dorminhoco fosse iluminado e ele ficasse cego, sem enxergar nada."

Certo. É um trecho bem poético, certo? Sim, realmente é bem bonito e todo cheio de firulas. Contudo, essas firulas são realmente necessárias?
É uma verdade absoluta que o sol brilha no céu. Só de você dizer que o sol refletia os raios de luz já vamos imaginar uma estrela gigante e brilhante no céu. E, é claro, todos sabem também que cegos não enxergam. Temos muitas informações desnecessárias aí.
Vamos enxugar o trecho.

“O sol da manhã refletia a luz na janela do fulaninho. Quando o mesmo abriu os olhos, percebeu que estava cego."

É claro que você pode fazer inúmeras modificações com essa mesma frase, e isso vai do seu gosto como autor — eu, por exemplo, optaria por deixar uma explicação. Contudo, descrever coisas óbvias pode ser seu maior erro.

Vimos a descrição de uma situação, agora vamos ver um jeito simples de descrever uma pessoa, sem exagerar nos adjetivos.

Primeiro, evite começar com trechos como este:
“Tany tinha a pele escura, com cabelos pretos, olhos castanhos e usava um vestido rendado de bolinhas vermelhas. Ela era filha de um arquiteto e de uma professora. Era feliz com o que tinha, algumas vezes ficava triste por não poder comprar coisas, mas sempre se mantinha com um sorriso no rosto, mesmo que ela estivesse brava, o que acontecia frequentemente. Pensava em ser escritora, mas achava que não dava dinheiro. Ela era muito consumista.”



Você, com certeza, não vai guardar tudo isso. Siga o conselho a seguir: não descreva, mostre.

Por que você não mostra a Tany brigando com uma amiga, ao invés de simplesmente dizer que ela é brava? Ou por que não mostra sua alegria com os cérebros, sangue e cabeças de autores novatos que ela guarda em seu sótão? Vai enriquecer muito mais sua novel e deixá-la sem esse tom rígido e seco, devido a descrições de quatro ou cinco parágrafos.

Outra maneira de descrever personagens, indo um pouco mais a fundo, seria utilizando metáforas, como: Voz aveludada, olhar penetrante, cabelos de ouro... Vai do seu gosto pessoal.
E, em relação à emoções, tente passar o máximo do personagem pro leitor. Vamos ver um exemplo nada yaoi.

Sabe aquele momento em que o personagem principal está quase morrendo? Ao invés de simplesmente escrever “Shiro morreu.”, pode colocar algo como “Ele olhou Riku nos olhos e, através de um simples olhar, o garoto que fazia cosplay da Hatsune Miku percebeu que seu amigo estava indo embora. Com um sorriso no rosto, Shiro disse adeus.”


O que pode ser incrementado?

Lá atrás, falamos sobre o que deve ser evitado quando se trata de uma descrição, como excesso de adjetivos ou informações. Agora vamos ver o que é necessário para que você aprenda a fazer uma descrição interessante.

Quando estiver escrevendo, se questione a respeito das informações que está colocando na sua narrativa. O leitor não consegue ler sua mente para entender o que você planeja para a história e, então, entender aquele trecho que não faz o mínimo de sentido sem essas informações extras que só você sabe.

Lembre-se do porquê dos personagens agirem daquela maneira, do porquê de estarem ali, como são, como se comportam em relação aos demais personagens... Tudo isso deve ser levado em consideração na hora da elaboração de uma descrição, pois são justamente estes pequenos detalhes que irão deixar sua trama profunda e bem desenvolvida.

Outro detalhe importante é quanto a inserção de personagens novos. Já que eles ainda não foram apresentados ao leitor, é necessário que você o faça. 
Evite simplesmente jogá-los ali, como se tivessem se teletransportado para ali. 
Um parágrafo introdutório ou um diálogo entre eles pode facilitar bastante a vida do leitor, pois você estará mostrando a ele um poucos dos novos personagens (quem são, de onde vieram, para onde vão, o motivo de estarem ali).
O plano de fundo da sua cena também deve estar bem definido, senão poderá passar a sensação de que eles estão conversando no vácuo eterno do espaço. Uma simples descrição, que vai desde o exterior para o interior do local, vai fazer com que a imaginação do leitor seja direcionada àquele ponto, evitando erros crassos de interpretação. 

A última dica que dou, além de não dizer o óbvio e mostrar ao invés de simplesmente escrever, é seguir seu estilo (vide post sobre A Voz do Escritor, onde lá é explicada a definição de estilo). Cada artista tem seu próprio meio de se expressar. Alguns preferem descrições de uma linha, outros de um parágrafo. O segredo é saber balancear isso, sem usar muitos adjetivos juntos ou jogar muita informação de uma vez.

Boa escrita! Vejo seus rostos na próxima, cavalheiros e damas do Vale das Novels!


7 comentários:

  1. Achei bem interessante suas pontuações, vou ter certeza de ler mais vezes esse post enquanto escrevo...
    Vlw pelas instruções.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada, Ryuuzaki. Estamos aí para ajudar. Boa escrita! :)

      Excluir
  2. Obrigado pelas dicas! Apesar de que, como sempre, eu tento fazer textos um pouco mais desafiadores nessas descrições (hora breves, hora bem cheias de firula), me lembrarei do seu texto!

    ResponderExcluir
  3. Cada vez que leio essas postagens, sinto que estou cada vez mais distante de conseguir que minha novel seja publicada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será? Se você nunca tivesse lido as postagens, as chances seriam menores de notar erros e clichês com seus próprios olhos. Sem falar que são dicas que melhoram sua escrita e, portanto, deixam a história mais agradável.

      Desse ponto de vista, você está cada vez mais próximo de conseguir que sua novel seja publicada. ^^

      Excluir

Nosso Facebook!

Postagens Populares