Tecnologia do Blogger.

Receba nossas novels por e-mail!

Nosso Twitter!

Comentários Recentes

Parceiros



Seguidores

Total de visualizações

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Tipos de narradores!

A razão pela qual teve tão poucos posts meus ultimamente.

Yahoo~

Eaí pessoal, Sagami Riku de volta na área e trago comigo mais um post para escritores, desta vez sobre os tipos de narradores!

Bem, uma das primeiras perguntas que me faço quando começo a escrever uma história é: que tipo de narrador eu devo usar? Essa é uma das dúvidas que tenho certeza que persiste na mente de muitos escritores. Pois bem, eu estou aqui para tentar esclarecer um pouco mais essa dúvida para quando você for escrever sua história.

Primeiro de tudo, vamos ver os dois tipos de narração existentes e suas derivações, analisando cada um para que você tenha uma ideia mais clara de qual escolher.

Narrador em primeira pessoa

É o narrador personagem, ou seja, além de contar a história, ele faz parte dela, participando ativamente, subjetivamente ou apenas testemunhando os fatos. Esse tipo de narração é limitado à visão do personagem, ou seja, o leitor só sabe sobre as coisas que o narrador viu e conheceu. Esse tipo de narrador é melhor usado nos casos em que o escritor deseja aproximar o leitor mais do protagonista, fazendo-o passar pelas mesmas coisas que o narrador está passando, deixando bem claros seus sentimentos, observações, emoções e reações diante dos acontecimentos da trama. Esse tipo de narrador se encaixa melhor em tramas com suspense, mistério, comédia e romance. Existem duas derivações desse tipo de narrador:

  • Narrador protagonista: o narrador é o principal personagem da história e praticamente todos os fatos  ocorrem ao redor dele, afetando-o diretamente. Nesse tipo de história, a narração pode ser mais subjetiva e cheia de carga emocional.
  • Narrador testemunha: o narrador é um personagem secundário e apenas narra os fatos acontecidos com o protagonista e como ele lida com isso. Esse tipo de história possui menos carga emocional e é mais baseada em análises e observações feitas pelo narrador já que todo resto da história é carregada pelo protagonista. 


Grande parte da série "Sherlock Holmes" foi narrada
por um narrador testemunha, no caso, Watson.


Narrador em terceira pessoa

A história é contada pela visão de um ser onisciente, conhece os sentimentos, emoções e pensamentos de todos os personagens, assim como os acontecimentos que os rodeiam. Esse tipo de narrador se encaixa melhor em histórias onde há um grande elenco de personagens e um grande número de acontecimentos tomando lugar ao mesmo tempo, como em histórias onde há mais ação. As derivações deste tipo são:

  • Narrador onisciente neutro: descreve os personagens e os fatos que os cercam, mas não dá sua opinião quanto a eles, deixando para o leitor decidir o que acha.
  • Narrador onisciente seletivo: ao contrário do narrador onisciente neutro, este dá sua opinião quanto aos fatos e personagens que narra e os analisa, podendo até chegar ao ponto de “conversar” com o leitor. Este tipo de narrador reproduz melhor a sensação de se ouvir uma história e é mais capaz de aproximar o leitor.
  • Narrador observador: apenas observa e narra os fatos de um ponto de vista objetivo, sem descrever as emoções e pensamentos dos personagens nem dar sua opinião quanto ao que está narrando. Este tipo de narrador melhor se encaixa em histórias onde se precise da interpretação do leitor para se chegar a uma conclusão. 

Bom, e por hoje é só pessoal. Espero ter sido de ajuda e aguardem porque mais desses posts para escritores estão a caminho. Se quiserem conferir o resto dessa série de posts, podem checá-los em “Para escritores” em “Seções” ou em “Seção de Dicas” na aba “Como escrever”. 

Enfim, é isso e até a próxima, boa escrita!


Fonte: InfoEscola e BrasilEscola

9 comentários:

  1. Ótima explicação para aqueles que têm duvidas em relação aos tipos de narrativas. Embora falte a narrativa em segunda pessoa que, apesar de pouco utilizada, é quando o narrador reconhece a existência do leitor referindo-se a ele diretamente.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Shin M.!


    Bem, não citei a narrativa em segunda pessoa justamente por ser muito pouco utilizada e não sei se encaixaria bem em histórias longas ou light novels, apesar de ser muito boa para histórias de terror ou RPGs solos.


    Enfim, obrigado pelo seu comentário!

    ResponderExcluir
  3. Riku, como sempre... Parabéns cara, ficou ótimo ! O pessoal já está pronto para o que está por vir por aí ! (hu3)

    ResponderExcluir
  4. Que foda a explicação (¬ ͡°0 ͜ʖ ͡°0) fiquei sem dúvidas quanto a narração, depois enviarei minha Light Novel, é chamada "Dependence"

    ResponderExcluir
  5. Que bom que serviu para esclarecer suas dúvidas. Aguardaremos com ânsia a sua novel ^^

    ResponderExcluir
  6. Desculpe a demora ao responde-lo/a, mas é porque tive que ficar fora esses tempos, eu mandarei com certeza minha Light Novel á esse site, porém, creio que demorará um pouco, pois ainda estou aperfeiçoando a história, e ainda vou comprar uma Draw pad para as ilustrações.
    Até lá esperem por favor ._.

    ResponderExcluir
  7. Eita, minha conta antiga kkkkkkk

    ResponderExcluir

Nosso Facebook!

Postagens Populares