Tecnologia do Blogger.

Nosso Twitter!

Comentários Recentes

Parceiros



Seguidores

Total de visualizações

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

5 Perguntas Sobre: Sinopses!


Desde quando pensamos nossas histórias até o momento do envio para avaliação, vários aspectos são pensados. Será que as descrições estão boas? Os diálogos estão convincentes o suficiente? Tem algum erro de pontuação que passou despercebido? Essa narração está com um fluxo bom de acontecimentos?

Mas por melhor que seu texto esteja, nós não vemos esses erros de cara. A primeira coisa que o leitor verá na sua história não será seu enredo propriamente dito, mas a maneira pela qual você mostra isso pro mundo: as sinopses são nosso cartão de visita e por isso merecem o palco de hoje no quadro das 5 Perguntas. E aí, pronto pra tirar todas as suas dúvidas e ganhar mais alguns clientes?


Hora de jogo rápido!



PERGUNTA Nº 1:

Eu devo escrever a sinopse em qual momento da minha história? 



Antes de pensar em escrever sua sinopse, pense sobre o que você tem certeza que vai rolar dentro da sua história. Nós já falamos sobre planejamento narrativo, então dê uma conferida nas postagens para entender melhor o processo. De qualquer forma, independente do progresso da história, você pode escrever a sinopse quando estiver certo dos acontecimentos principais da sua trama. Bateu o martelo que seu personagem principal vai em busca de uma espada lendária e esse é o foco da história? Parece pouco para uma sinopse. Ele vai reencontrar parte de sua família no processo? Legal, isso já é uma coisa interessante. E o mundo inteiro vai se virar contra ele? Caramba, isso é super daora!

Então, resumindo: desde que tenha planejado sua narrativa e vá seguir esse planejamento de agora em diante, você pode escrever sua sinopse quando se sentir mais confiante de que aquilo que você pensou é, realmente, o que irá acontecer.


PERGUNTA Nº 2:

Quais são os detalhes que eu preciso colocar na sinopse?



Como a sinopse é seu cartão de visitas, você não vai ficar falando sobre a geografia do reino do sul do continente do personagem secundário. Uma sinopse precisa ser concisa, direta, objetiva; mas, acima de tudo, intrigante

Na maioria dos casos, a sinopse gira em torno do protagonista. Então, duas coisas precisam estar bem claras aqui: a motivação do personagem e com o que ele se importa. O leitor não vai querer ler a história do personagem que não sabe o que quer e nem por que faz o que faz. Ele precisa ser fisgado pelos motivos que o personagem tem para agir no mundo, ou seja, os motivos que fazem a história existir. 

Então, certo, precisamos saber a motivação. Mas o que ele faz com essa motivação? Ora, ele resolve conflitos! A sua sinopse precisa falar claramente sobre o conflito principal, sobre como o personagem lida com ele e, é claro, como esse conflito apareceu para que o personagem principal quisesse passar por cima.

Por fim, a boa sinopse também contém detalhes sobre a resolução do conflito e como o personagem mudou durante a resolução dele. 

Em síntese, os detalhes que você precisa colocar são: a origem do conflito, a motivação do personagem, como o personagem lida com o conflito, como esse conflito é resolvido e como o personagem muda durante a resolução do conflito. 

Percebeu? No fim, a sinopse é toda sobre as emoções que dirigem sua história.


PERGUNTA Nº 3:

E o que eu não posso (e não devo) colocar na minha sinopse?


Pare de colocar o nome do país do seu personagem na sua sinopse. Isso não faz a mínima diferença. Se um dos seus personagens misteriosos é uma professora, não se refira a ela como "uma professora que carrega consigo a névoa de um passado obscuro". Se ela é uma professora e é misteriosa, qual o sentido de ficar dando voltas? Diga somente "uma professora misteriosa". É simples.

Outra coisa: ao menos que o passado do personagem esteja ligado com sua motivação, não fale sobre isso. Não importa o que o seu personagem passou. O leitor está interessado em saber o que vai acontecer com a história, não tudo o que aconteceu até aquele ponto. Isso você trabalha dentro da narrativa. Fora dela, fique com o que importa.

E pare de tentar desconstruir sua história. "No primeiro ato, personagem x faz y", "No fim da história, z acontece", "no clímax, o evento catastrófico w acontece". Não, usar termos técnicos não te faz inteligente. Na verdade, mostra que você não sabe como se constrói uma sinopse. Sinopses precisam contar emoção e você não consegue passar emoções através de termos robóticos. Se é no primeiro ato ou no último, pouco importa. Se for emocionalmente importante, já será o suficiente.

Aliás, e vamos parar de usar perguntas retóricas também? Não, eu não sei o que vai acontecer (é justamente por isso que eu queria ler essa história)! E não, eu não sei o que o futuro reserva para os personagens (porque é justamente por isso que eu estou querendo ler essa história)! E eu também não pensei se a realidade é só um sonho. E se eu tiver pensado, do que te interessa saber? 

Por fim, sinopse não é lugar para mostrar o quanto seu estilo de escrita é refinado. Aqui, não importa muito a regra do "mostre, não conte". É muito mais recomendável dizer que "o ferona era um escritor bem-sucedido" do que mostrar a conta bancária dele.

Sua sinopse não serve pra seduzir o leitor. Ela precisa contar o necessário da história. E se esse necessário for interessante, parabéns: você pode ter ganhado alguém para compartilhar suas ideias.


PERGUNTA Nº 4:

Qual o tamanho ideal de uma sinopse?


Alguns editores dizem que uma boa sinopse é consideravelmente mais longa, outros dizem que pode ser consideravelmente mais curta. Ainda que o tamanho possa mudar, uma regra é clara: quanto menor, melhor. Por quê? Oras, porque isso limita a quantidade de informação e te obriga a dizer somente o necessário; forçando o escritor a fazer isso com uma boa carga de emoção e do melhor jeito possível. 

Aliás, assim como seu texto, sua sinopse também precisa ter um começo, um meio e um fim. Uma boa dica é colocar os eventos da sinopse na mesma ordem que eles aparecem no texto, ficando mais fácil de construir um ritmo condizente com a narrativa.

A sinopse precisa ser concisa, interessante e completa em si mesma. Ainda que você esteja escrevendo um mistério, é necessário que dê pistas sobre o fim da sua história. Lembre-se: quanto mais curta, melhor. Só não faça algo curto demais que sequer complete os requisitos da sinopse ou passe qualquer emoção.


PERGUNTA Nº 5:

Mas, afinal, o que uma sinopse é?


Pelo que já conversamos até aqui, podemos montar uma ideia geral do que a sinopse é. Podemos dizer que se trata de um texto conciso sobre determinada obra que aborda a motivação e os conflitos principais, apresentando fatos e destacando as mudanças que acontecem com os personagens principais, do início até o fim da história. Assim como o texto principal, a sinopse também apresenta um início, meio e fim; destacando somente os fatos essenciais do material original.


E aí, sobrou alguma dúvida? Ainda tem uma pergunta nº 6, 7 ou 8? Quer sugerir um tema de postagem? Discorda de algo ou quer complementar nossas colocações? Fique à vontade para comentar! Ficamos muito felizes quando recebemos seu feedback!

O 5P dessa semana fica por aqui. Até mês que vem!



Dicas topzera só aqui no MLN.


0 comentários:

Postar um comentário

Nosso Facebook!

Postagens Populares

Receba nossas novels por e-mail!